producao-de-soja

De acordo com a projeção feita pela 4intelligence, startup especializada em soluções que apoiam a tomada de decisões com base na análise de dados e no acompanhamento remoto das áreas agrícolas, a produção de soja deve bater o recorde na safra 2022/23.

Estima-se que a colheita na safra 2022/23 será de 146 milhões de toneladas, representando um aumento de 12,14% em relação à safra anterior.

produção de soja

A estimativa é embasada no aumento da produtividade e na expansão de área plantada. A produção de soja deverá registrar alta na produtividade de 7,2% e a de área ampliará em 4,6%, chegando a 43 milhões de hectares.

A safra está sendo marcada por estresses hídricos pontuais no Centro-Oeste, devido à irregularidade das chuvas nos meses de plantio e recuperação parcial das lavouras no Sul, que sofreram os efeitos da restrição hídrica severa provocada pelo fenômeno La Niña, na safra 2021/22.

Produção de soja por região

Os ganhos em relação à colheita anterior devem se concentrar nas regiões Sul, Sudeste e no estado do Mato Grosso do sul, região atingida por falta de chuvas em novembro e dezembro de 2021, período de plantio da safra de soja 21/22. A safra de 22/23 será de recuperação, mesmo que parcial, para os estados da região Sul, e para o Mato Grosso do Sul.

Mesmo com a persistência do fenômeno La Niña nos últimos meses de 2022, captada nas projeções da 4intelligence através do monitoramento remoto das lavouras e do clima, a produtividade em terras gaúchas deve aumentar em média 70,0% e em 32,3% nas lavouras paranaenses.

Já no Mato Grosso e em Goiás, a safra 2022/23 deve ser regular, com produtividade similar ao patamar registrado nos últimos anos. A expectativa é a redução média da produtividade de 7,7% no Mato Grosso e de 2,8% em Goiás.

No sudoeste de Goiás, onde as chuvas de outubro e novembro ficaram abaixo do padrão histórico, a 4intelligence estima que a produtividade média na cidade de Rio Verde, por exemplo, atinja 53,5 sacas por hectare.

Por outro lado, em Sorriso, centro-norte do Mato Grosso, onde choveu mais, deve ser possível colher 61,1 sacas por hectare.

Como a 4intelligence monitora a produção de soja no Brasil?

Utilizando imagens de satélite, a 4intelligence monitora remotamente regiões produtoras de soja, gera dados climáticos georreferenciados e acompanha o desenvolvimento das lavouras, do plantio à colheita.

“Com esses dados e modelos preditivos, conseguimos quantificar o impacto das adversidades climáticas na produção de soja 2022/23, em cada município”,

Juan Jensen, Chairman da 4intelligence.


Anna Machado

[Webinar] Como a inteligência artificial está revolucionando a indústria de alimentos e bebidas

News 4intelligence

Mantenha-se atualizado com as novidades do blog da 4intelligence!

Assine nossa newsletter e receba os conteúdos em primeira mão.


Copyright ©2022 4intelligence